• Be Photopro

Os 5 maiores pecados da fotografia freelancer

Trabalhar como freelancer tem muitas vantagens, mas também tem suas dificuldades. Como todo trabalho de freelancer é geralmente feito por uma pessoa só, o indivíduo que opta por esse caminho está mais propenso a erros e, por isso, é preciso ter bastante cuidado.


Quer saber quais são os maiores pecados da fotografia freelancer e como evitá-los? Então fique com a gente e confira!


Não se especializar em uma área específica


O maior erro dos fotógrafos que estão começando é querer fotografar de tudo e não se especializar em uma área em particular. Não adianta querer abraçar o mundo, é necessário escolher uma ou duas áreas com as quais você mais se identifique e estudar — e praticar — o máximo que conseguir.


O ideal é se aventurar um pouco em todas as áreas antes de começar a fotografar profissionalmente e, então, descobrir com quais setores você se identifica mais. Se tentar fotografar em todas as áreas, você não vai conseguir se aprofundar em nenhuma e acabará fazendo trabalhos com pouca qualidade, além de não se destacar em nenhum meio. 


Não fazer contrato para trabalhos de fotografia freelancer


Fotógrafos inexperientes tendem a achar que apenas trabalhos em empresas precisam de contrato, mas isso é um enorme engano. Isso porque o contrato garante tanto os direitos do cliente quanto os do fotógrafo, e também deixa claro os deveres de cada um. Assim, o fotógrafo tem menos chances de ter problemas com o cliente, em relação a prazos, valores, entre outros. 


Ademais, é importante citar todos os detalhes que foram combinados entre ambas as partes, como data e horário marcados, forma de pagamento, quantidade de fotos entregues e outros pormenores. Se possível, conte com a ajuda de um advogado para criar as cláusulas e fornecer uma assistência profissional.


Não cumprir os prazos combinados


Cumprir os prazos é uma das tarefas mais importantes para qualquer profissional. Não é porque você não tem um chefe, que não precisa se preocupar com os prazos — muito pelo contrário!


Como você não tem ninguém para lhe cobrar, a responsabilidade deve ser ainda maior, afinal é o seu nome que está em risco. Portanto, além de fazer um trabalho de qualidade, estabeleça um prazo que você tem certeza que conseguirá cumprir. 


A dica é definir um prazo que vá um pouco além do que você considera necessário, pois, caso aconteça algum imprevisto, você ainda terá alguns dias para entregar o trabalho a tempo.


Não saber a melhor forma de cobrar


Talvez a tarefa mais difícil para um fotógrafo freelancer seja estipular qual o preço justo a se cobrar. Você não pode cobrar um valor muito baixo, pois estará desvalorizando seu trabalho, nem um valor alto demais, pois assim não conseguirá competir com os concorrentes. 


Faça uma pesquisa de mercado e veja quais são os valores cobrados por outros fotógrafos de sua região. Considere também que quanto mais experiente você for, mais caro você pode cobrar — o mesmo vale para a qualidade dos seus equipamentos. 


Não investir em cursos e equipamentos


Um fotógrafo freelancer geralmente não dispõe dos mesmos recursos de uma empresa, dessa forma, no início da carreira é difícil investir em cursos e equipamentos.


Entretanto, para se destacar no mercado é necessário dispor de bons equipamentos e, principalmente, de muito conhecimento, prática e experiência. Tente então reservar uma parte dos seus ganhos para esses fins, já que o investimento trará lucros maiores a longo prazo. 


Acima de qualquer coisa, o ideal é manter a calma e não se desesperar: à medida que for adquirindo experiência, os erros cometidos serão menores. E você, já cometeu algum erro na fotografia freelancer e aprendeu como resolvê-lo? Deixe um comentário e compartilhe sua experiência conosco!


#freelancer #aprenderfotografia #dicasdefotografia #blogfotografia #fotoconhecimento

FOTOCONHECIMENTO

contato@fotoconhecimento.com.br

© 2012-2020 FotoConhecimento

© fotoconhecimento - 2020 - contato@fotoconhecimento.com.br

CNPJ: 23.092.195/0001-42 | Brasil

Todos os direitos reservados. 2012 - 2020