Conheça os diferentes tipos de iluminação para fotografia

Você já deve ter ouvido falar que fotografia é a arte de “escrever com a luz”, certo? Não é à toa que a luz desempenha um papel tão importante, afinal, é a sua incidência que a câmera irá registrar para produzir uma imagem. Saiba, portanto, que existem diversos tipos de iluminação e que cada um, se bem trabalhado, gerará um resultado específico.


Cada fotógrafo tem uma estética preferida, mas é o propósito da sessão de fotos que vai ditar a iluminação mais adequada a ser utilizada. Confira, a seguir, as principais fontes de luz e como utilizá-las para atingir o resultado pretendido!


Capturando sensações com a luz natural


Quando dizemos que uma foto se utiliza da iluminação natural estamos falando da luz ambiente. A luz ambiente é a que emana naturalmente de estrelas e satélites, como o sol e a lua, de elementos como o fogo ou de eventos como a aurora boreal e tempestades de raios.


Se a luz banhar um ambiente naturalmente, de forma homogênea e difusa, a regra é que você conseguirá imagens com um aspecto mais suave. Muitos recorrem a esta técnica para fotografar crianças recém-nascidas, pois a intenção é justamente ressaltar a delicadeza dos traços e formas, ou representar sensações como alegria, saudade etc. 


Buscando precisão com a luz artificial


Como o ser humano não pode depender apenas da iluminação natural, sobre a qual não exerce controle, há, atualmente, uma infinidade de fontes de luz artificial sendo usada na fotografia. Aqui, temos lâmpadas; holofotes; postes; lanternas; refletores; enfim, todos os recursos luminosos que facilitam nossa vida noturna.


Na fotografia, entretanto, a mais conhecida fonte artificial provavelmente é o flash, que pode vir embutido na câmera ou ser externo (como nos estúdios) e que costuma ser usado para evidenciar contrastes e registrar com precisão o objeto ou pessoa fotografada.


A iluminação artificial irá ajudá-lo a capturar imagens com maior riqueza de detalhes e com contornos mais sharp!


Brincando entre a dureza e a suavidade


É comum distinguirmos também entre a luz dura e a suave. Como exatamente? Bem, costuma-se dizer que quando a luz, seja ela natural ou artificial, incide diretamente sobre o objeto fotografado, criando sombras bem definidas, é dura.


Esta técnica tem um apelo mais comercial, pois deixa as fotografias mais impactantes e marcantes. Imagine aqui as campanhas de lingerie, nas quais as peças e o corpo das modelos precisam ser retratados nos mínimos detalhes. Já a luz suave ocorre quando há difusores entre o foco de luz e o objeto, dissipando a incidência do raio luminoso. A luz suave pode ser conseguida em estúdios com a utilização de difusores e filtros ou ao ar livre, em um dia nublado, por exemplo.


Decifrando os tipos de iluminação por meio de referências visuais


Uma dica importante que o ajudará na hora de definir a iluminação de suas fotos é pesquisar referências, tanto por meio de filmes quanto pelo trabalho de fotógrafos já estabelecidos, como Sebastião Salgado e Nicholas Nixon.


Não se esqueça que os tipos de iluminação dependem muito do resultado que se espera obter!


Gostou das dicas? Deixe seu comentário!


#aprenderfotografia #dicasdefotografia #blogfotografia #fotoconhecimento

FOTOCONHECIMENTO

contato@fotoconhecimento.com.br

© 2012-2020 FotoConhecimento

© fotoconhecimento - 2020 - contato@fotoconhecimento.com.br

CNPJ: 23.092.195/0001-42 | Brasil

Todos os direitos reservados. 2012 - 2020